TEXTO

A
A
A

Brincadeiras de roda

A língua portuguesa a gente aprende ouvindo, lendo, escrevendo, gesticulando, cantando e se divertindo, por que não?! Nesta edição especial, a CHC convida você a ficar na companhia de cantigas e brincadeiras de roda. Vamos lá, gente! É hora de balançar o esqueleto!


Seus cabelos

Os cabelos de Dandara

São pretos e cacheados

Quando ela passa o pente

Encanta toda a cidade

No meio de tantas flores

Não sei qual escolherei

Aquela(e) que for mais bela(o)

Como ela(e) me abraçarei

 

Como brincar

Essa brincadeira de roda é famosa entre as crianças do Nordeste do Brasil. Para brincar, faça uma roda e escolha alguém para ficar no centro. Recite os versos substituindo o nome e o tipo de cabelo da pessoa. Por exemplo: “Os cabelos de Paulo são ruivos e ondulados”. Quando os versos acabarem, a criança que está no meio corre e abraça alguém da roda, que será o próximo a ficar no centro. O mais legal é que essa brincadeira tem carinho e só termina quando você quiser!

Originalmente publicado na CHC 294

Ilustração Jaca

Do meu coração

Ilustração Walter Vasconcelos

Sentado/a em uma cadeira

Seu nome eu escrevi

Soletrando letra por letra

Na cadeira adormeci.

Eu amo a letra C

Por ela tenho paixão

Com ela é que se escreve

CHC do meu coração.

Como brincar

Reúna os amigos e escolha alguém para ficar no centro da roda, enquanto os outros ficam em volta de mãos dadas. A roda gira e todos cantam a primeira quadra. A roda para e quem que estiver no centro fala a segunda quadra, com a inicial e o nome de outra pessoa que estiver na grande roda, que deve agora ir para o centro e repetir os versos com as iniciais de outra pessoa. Assim, a brincadeira só termina quando você quiser. Escolhemos fazer o exemplo com a CHC – afinal de contas, ela é ou não é a revista do seu coração?

Originalmente publicado na CHC 296

Roda, pião!

O pião entrou na roda, ô pião!

O pião entrou na roda, ô pião!

 

Roda, ô pião!

Bambeia, ô pião!

 

Sapateia no terreiro, ô pião!

Mostra a sua cara, ô pião!

Faça um cumprimento, ô pião!

Entrega o chapéu a outro, ô pião!

 

Roda, ô pião!

Bambeia, ô pião!

Ilustração Marcello Araújo

Como brincar

Essa cantiga é a trilha sonora para uma brincadeira bem alegre, organizada assim: as crianças formam uma roda e escolhem qual delas ficará no meio. A criança do centro da roda deve usar um chapéu. A roda gira e canta até chegar ao trecho destacado da cantiga. Nesse momento, todos param de girar, mas cantam e batem palmas, enquanto a criança no centro interpreta à sua maneira o que dizem os versos. Quando sua intepretação chega ao fim, ela passa o chapéu a outra criança. A brincadeira recomeça e só termina quando todas as crianças já tiverem passado pelo centro da roda. Quer ouvir, clique aqui!

Originalmente publicado na CHC 298


Trem de ferro

O trem de ferro,

Quando chega em Pernambuco,

Vai fazendo piuí…

Até chegar no Ceará!

 

Rebola, bola,

Você diz que dá que dá.

Você diz que dá na bola,

Mas na bola você não dá.

 

Rebola pai,

Rebola mãe, rebola filha.

Eu também sou da família,

Também quero rebolar.

Ilustração Marina Vasconcelos

Como brincar

Essa brincadeira de roda é do tempo em que muitas ferrovias foram inauguradas no país, e os trens circulavam levando ferro, outros minérios e diferentes mercadorias por todo o Brasil. Nos primeiros versos, todos giram em uma grande roda. Na segunda e terceira estrofes, todos param e uma pessoa vai ao centro da roda cantar os versos e escolher outras pessoas para rebolar. A brincadeira só acaba quando você quiser!

Originalmente publicado na CHC 300


Um(a) bailarino(a)

Um(a) bailarino(a)

Na roda entrou.

Deixa ele(ela) rodar

Porque ele(ela) ainda não rodou.

 

Roda, roda,

roda, bailarino(a).

Não queira ficar

Na roda sozinho(a).

 

Na roda sozinho(a),

Eu não fico, não

Pois tenho o(a)… (nome da pessoa escolhida)

Que mora no meu coração!

Ilustração Marcelo Badari

Como brincar

Nessa brincadeira de roda, uma pessoa deve ficar no centro e as outras ficam de mãos dadas girando em volta e cantando os versos. Quem ficar no centro faz os movimentos da canção até chegar a hora de dizer o nome da pessoa escolhida, que deve ir para o centro da roda.

Originalmente publicado na CHC 301


Boi Barnabé

Na minha fazenda

tem um boi

Tem boi

Esse boi se chama Barnabé

Barnabé

Só que ele está apaixonado

Pela minha vaca Salomé

Salomé

Ilustração Luci Sacoleira

Como brincar

A brincadeira do boi é conhecida em muitas regiões do Brasil, especialmente no Norte e no Nordeste. Todos cantam e batem palmas, enquanto um dos participantes fica no meio da roda e dança. Alguns se vestem de boi, com cabeças feitas de papel e corpo de tecido decorado com fitas e lantejoulas. Dance aqui com o Boi Barnabé!

Originalmente publicado na CHC 302


A B C

O bá, bé, bi, bó, bu

Vamos todos aprender:

Soletrando o bê-a-bá,

Na cartilha do A, B, C

 

O (nome da pessoa escolhida) é com a letra (letra que inicia o nome da pessoa escolhida)

Que se escreve no A, B, C.

Ó, (nome da pessoa escolhida), você não sabe

O quanto eu gosto de você!

Ilustração Walter Vasconcelos

Como brincar

Essa brincadeira começa com o sorteio de uma pessoa para ficar no meio da roda. Ao terminar os primeiros versos, a roda para. Uma das pessoas da roda canta a segunda quadra, citando o nome de quem escolheu. As duas vão para o centro, se cumprimentam, e a pessoa escolhida continua a próxima rodada.

Cantiga/Brincadeira de domínio público


Eu vi três meninas(os)

Eu vi três meninas(os)

Na chaminé

Tão pequeninas(os)

Fazendo café

 

E pirão sem sal

E bolinho de bacalhau

Ilustração Walter Vasconcelos

Como brincar

Nessa brincadeira é preciso criar duas rodas, uma dentro da outra. A roda de dentro deve ter três pessoas. As duas rodas giram cantando a primeira quadra, e param. As três pessoas da roda de dentro escolhem três pares na roda maior. Ao se encontrarem, cantam os dois últimos versos, pulando ora com um pé, ora com o outro. Os escolhidos vão fazer uma nova roda no centro, e a brincadeira continua.

Cantiga/Brincadeira de domínio público


Você gosta de mim?

Você gosta de mim.

Eu também gosto de você.

 

Palma, palma, palma.

Pé, pé, pé.

Roda, Roda, Roda.

Abrace quem você quiser!

Ilustração Walter Vasconcelos

Como brincar

A brincadeira começa com a escolha de alguém para ficar no meio da roda. A roda gira e todos cantam até a última frase. A roda para. Quem está no meio escolhe alguém da roda, que irá para o meio. E assim, a brincadeira continua.

Cantiga/Brincadeira de domínio público


Vamos marujinho

Vamos marujinho,

Marujinho do mar!

Viemos de campanha

Ora, vamos navegar!

 

Fofo, fogo, fogo

Fogo de abrasar!

Viemos de campanha

Ora, vamos navegar!

Ilustração Mario Bag

Como brincar

Para brincar, fazemos uma grande roda. Nos primeiros quatro versos, a roda gira correndo mesmo. Nos dois versos seguintes, a roda para. Todos os integrantes dão um salto para dentro da roda. Nos dois últimos versos, a roda volta a girar rapidamente.

Cantiga/Brincadeira de domínio público


Zum, Zum, Zum

Zum, zum, zum

No meio do mar

 

É o vento que nos atrasa,

É mar que nos atrapalha

 

Para no porto chegar!

Ilustração Rogério Coelho

Como brincar

Essa cantiga de roda pode ser cantada como a conhecida Peixe-vivo. Conforme a roda gira lentamente, as pessoas saltitam e cantam a melodia.

Cantiga/Brincadeira de domínio público


Especial

Língua Portuguesa

Volume 2

Especial

Língua Portuguesa

Volume 2