Por que existem as férias?

Por que existem as férias?

Quando chega a hora da saíde do último dia de aula do ano, cá pra nós, dá aquele alívio! A gente pensa: “A missão está cumprida e (o melhor!) as férias chegaram!” Por um bom tempo, não se tem horário para acordar, dever de casa para fazer… Mas, espera aí, antes de pensar em brincar, você saberia responder por que as férias, tão sagradas, existem?

A palavra “férias” tem origem no latim feriae, que quer dizer “dias de descanso”. E descanso, para quem estuda – e também para quem trabalha –, é fundamental, para que as pessoas possam se dedicar ao que gostam de fazer com total liberdade, para que o cérebro funcione sem cobranças. Assim, de “cuca fresca”, todos voltam em melhores condições de aprender.

As férias escolares também existem para que os educadores planejem o trabalho que será realizado com os alunos no próximo ano e para que os administradores cuidem da manutenção do espaço. Lembre-se de que professores e alunos convivem por, pelo menos, quatro horas, distribuídas em duzentos dias de aula, no mínimo; e que a maioria das escolas trabalha em dois turnos, o que significa que essas horas dobram.

Por tanto, quando é possível pintar a escola, limpar cisternas e caixas-d’água, dedetizar e realizar pequenas obras sem atrapalhar as aulas? Nas férias, claro!

Aceita uma sugestão? Caia na folia e aproveite as férias também para aprender. É isso aí! Se você pensa que a gente só aprende na escola, está redondamente enganado! Podemos descobrir muitas coisas em outros ambientes e de maneiras diferentes. Soltando a imaginação com velhos amigos, conhecendo gente nova, nos unindo em torno de brincadeiras e objetivos em comum, aprendemos a ser mais prestativos, a cooperar mais uns com os outros, a perceber que as pessoas são diferentes e a respeitar essas diferenças. Aproveite, também, para ter o seu tempo sozinho e pensar sobre tudo isso ou… Não pensar em nada! Afinal de contas, você está em férias!!!

(Texto originalmente publicado na CHC 154.)

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.